Prof. Dr. Sérgio Piedade

Trabalho Acadêmicos

Leia os artigos, publicações, capítulos de livros e traduções de livros efetuados pelo Prof. Dr. Sérgio Piedade

Artigos Publicados

  Avaliação isocinética após reconstrução bicruzado em dois tempos Acta Ortopédica Brasileira. 2014 / Isokinetic evaluation after two-stage bicruciate reconstruction http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-78522014000100021&lng=en&nrm=iso&tlng=en Fatores que influenciam no turnout em bailarinas classicas com dor no joelho Fisioterapia e Pesquisa. 2014 Tempo e o percentual de alongamento estático influenciam a resposta mecânica do tendão? Acta Ortopédica Brasileira. 2013 / How does static stretching influence the tendons mechanical response? http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-78522013000500003&lng=pt&nrm=iso&tlng=en Tka […]

Capítulos de Livro

Escritos pelo Prof. Dr. Sérgio Piedade e já publicados. Capitulo: Luxação Patelofemoral Episódica (lpfe)    Livro: Lesões Nos Esportes: Diagnóstico, Prevenção e Tratamento 2ed.RIO DE JANEIO / RJ: REVINTER, 2015. Capitulo: Allografts in posterior cruciate ligament reconstructions  Livro:  Sports Injuries 2ed.NEW YORK DORDRECHT LONDON: SPRINGER HEIDELBERG, 2015 Capitulo: Reconstruction du Ligament Croise Posterieur. principes, objectifs et tunnelisation Livro: L’ Arthroscopie 3ed.PARIS/FRANCE: ELSEVIER MASSON SAS, 2015 […]

Livros Traduzidos

Tratado de Cirurgia do Joelho Rio de Janeiro: RUBIO, 2016 Titulo original : Traité de Chirurgie du genou (premier Edition – França) Esta publicação convida a revisitar diversos procedimentos cirúrgicos e a apreciar o detalhamento e rigor técnico característico da Escola Lyonesa. O livro compreende 40 capítulos que contemplam muitos aspectos da cirúrgia. Redigido de maneira didática, com inúmeras imagens e técnicas, são apresentadas três partes principais […]

CAMPINAS

Clinica CTO   –   19 3232 2311

 Av. Andrade Neves, 273   –   Centro

INDAIATUBA

   Clinica Cliniti   –  19 3894 4045

 Av. Fabio Roberto Barnabé, 1980   –   Jd. Esplanada I   


SÃO ROQUE 

 Consultórios Unimed São Roque   –  11 4713 5211

 R. Capitão Jose Vicente de Moraes, 97   –   Jd. Esplanada Mendes Moraes

Atende pacientes particulares (sem convênios médicos) e convênios médicos (entre em contato para confirmar se atende o seu plano de saúde)

contato@vistasaude.com

Informativos e Eventos

Medicina do Exercício e do Esporte ganha prêmio em Congresso de Ortopedia e Traumatologia

Medicina do Exercício e do Esporte ganha prêmio em Congresso de Ortopedia e Traumatologia

Medicina do Exercício e do Esporte ganha prêmio em Congresso de Ortopedia e Traumatologia A pesquisa O sinal do U-radiológico confirma a presença da fratura-avulsão do LCP?, do Grupo de Medicina do Exercício e do Esporte da Faculdade de Ciências Médicas (FCM) da Unicamp, foi premiada no 26º Congresso de Ortopedia e Traumatologia do Estado de São Paulo (COTESP), ocorrido em junho na cidade de […]

Leia
Se meus joelhos não doessem mais…

Se meus joelhos não doessem mais…

Se meus joelhos não doessem mais… Pois é, a dor no joelho é uma das queixas mais frequentes no consultório do Médico do Esporte e do Ortopedista. As causas dessa dor podem ser variadas, entretanto, existem problemas que acometem mais uma faixa etária que outra. NA INFÂNCIA, a descoberta e o entusiasmo pelos esportes pode ser acompanhado de quedas e traumas, que levam as contusões […]

Leia
Grande Sucesso da Jornada Lyonesa em Campinas

Grande Sucesso da Jornada Lyonesa em Campinas

Grande Sucesso da Jornada Lyonesa em Campinas A 7° Jornada Lyonesa no Brasil realizada em Campinas entre os dias 25 e 27 de agosto de 2016, contou com mais de 500 inscritos e com os mais renomados cirurgiões de Lyon e do Brasil. Abordando o tema Joelho Degenerativo no Jovem, a organização realizada sob a responsabilidade da Associação Lyonesa de Cirurgia do Joelho no Brasil, presidida por […]

Leia

Medicina do Exercício e do Esporte ganha prêmio em Congresso de Ortopedia e Traumatologia

A pesquisa O sinal do U-radiológico confirma a presença da fratura-avulsão do LCP?, do Grupo de Medicina do Exercício e do Esporte da Faculdade de Ciências Médicas (FCM) da Unicamp, foi premiada no 26º Congresso de Ortopedia e Traumatologia do Estado de São Paulo (COTESP), ocorrido em junho na cidade de Ribeirão Preto. O trabalho foi apresentado em forma de pôster e envolveu pesquisadores da Unicamp, Unesp e Lyon, na França.

A fratura-avulsão do ligamento cruzado posterior (LCP) do joelho é uma lesão osteoligamentar que ocorre mais frequentemente na sua inserção tibial do que na sua origem femoral. Esta lesão é produzida por forças de tração e cizalhamento, que podem contribuir para que a apresentação clínica não seja uniforme em todos os casos.

De acordo com o médico e chefe do Departamento de Ortopedia da FCM, Sérgio Resende Piedade, em alguns casos, o fragmento ósseo avulsionado do leito tibial do LCP pode aparecer na radiografia de perfil do joelho deslocado anteriormente ao seu sítio anatômico original. Esta condição pode levar o cirurgião menos experiente a considerar o diagnóstico de avulsão óssea do ligamento cruzado anterior (LCA) e, assim, ser induzido a realizar a abordagem anterior da articulação do joelho.

Para a pesquisa foram avaliados 21 pacientes submetidos a tratamento cirúrgico de fratura por avulsão LCP no local da inserção tibial, 19 radiografias pré-operatórias foram recuperados e re-avaliado. O sinal do radiológico na incidência anteroposterior do joelho esteve presente em todos os casos. Um grupo de controle foi estabelecido após avaliar 63 exames de ressonância magnética de pacientes que não apresentaram, como um diagnóstico radiológico final, osso-ligamento lesões do joelho.

Com base em exames de ressonância magnética e radiografias de vista ântero-posterior do joelho, a largura e a altura da área de inserção LCP tibial e do sinal de U no local da fratura avulsão tibial foram medidos, respectivamente. Considerando a diversidade nos biotipos dos pacientes, foram calculados e analisados a relação dos valores alturas e larguras com o maior eixo transversal da tíbia proximal. Paralelamente, os exames foram analisados por três radiologistas distintos com intuito de se avaliar o coeficiente de concordanica de Kappa em relação ao sinal do U-radiológico.

“A análise estatística identificou que existe relação entre as alturas da inserção tibial do LCP e o sinal do U-radiológico. O sinal radiologico investigado pode alertar o ortopedista para a presença da fratura-avulsão do LCP, particularmente quando as radiografias na incidência de perfil são inconclusivas”, disse Piedade.

Sobre o 26º Cotesp

O Cotesp caracteriza-se por ser um congresso de especialidade que visa integrar ortopedistas especialistas e generalistas, assim como médicos residentes em ortopedia e traumatologia, oferecendo a oportunidade de reciclar e trocar experiências com profissionais de diversos serviços do país e convidados internacionais, fortalecendo foco científico-acadêmico. O tema central do congresso foi Evidências na abordagem das lesões articulares – Do diagnóstico ao tratamento. Os médicos e professores do Grupo de Medicina do Exercício e do Esporte Flávio Leite Aranha, Gerson Muraro Laurito, Rodrigo Goncalves Pagnano e Andre Lugnani participaram como conferencistas, presidiram mesas e apresentaram de temas livres durante o 26º Cotesp.

Pesquisa
Título: O sinal do U-radiológico confirma a presença da fratura-avulsão do LCP?
Autores: Piedade SR, Mischan MM, Ferreira DM, Neyret P.
Unidades: Grupo de Medicina do Exercício e do Esporte da Faculdade de Ciências Médicas (FCM) da Unicamp; Bioestatística da Unesp de Botucatu e Departamento de Ortopedia do Joelho do Hospital da Cruz Vermelha do Centro Albert Trillat de Lyon, França

Fonte: FCM – UNICAMP